NFT, tudo o que você precisa saber sobre

A ascensão da tecnologia blockchain veio para transformar diversos segmentos da sociedade, sobretudo nas finanças e investimentos. No entanto, o avanço desse recurso, associado ao sucesso que as criptomoedas como Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) tiveram, trouxeram não só novos tipos de investimentos, mas também abriu espaço para que novos segmentos pudessem ser explorados, como o mercado de NFT

Se engana quem pensa que a blockchain é importante apenas para os investidores das criptomoedas. Ela já é utilizada para desenvolver e trazer soluções a segmentos como: varejo, mobilidade, agricultura, setor público, saúde, educação, infraestrutura e até mesmo entretenimento e a arte, onde também se inserem os NFTs.

O conceito de NFT ganhou o mundo após contar com a adesão de figuras bastante conhecidas, o que inclui personalidades famosas, artistas e grandes empresários. Alguns desses NFTs são vendidos por milhões de dólares, enquanto outros são mais acessíveis.

Algumas “figurinhas” digitais se tornaram muito conhecidas. No entanto, mais do que isso, o assunto chama a atenção das pessoas por conta das cifras de dinheiro envolvidas no setor e o interesse de grandes milionários em adquirir uma imagem digital.

Muitos investidores de fato não entendem o que é NFT, ou não sabem por quais motivos isso envolve tanto dinheiro em suas negociações. Por se tratar de algo bastante novo, grande parte das pessoas não vê motivos para os NFTs terem tanto valor agregado, outras apenas indagam quais os motivos que isso atrai um grande interesse.

O que são NFTs?

O NFT é uma sigla do inglês que significa “non-fungible token”, ou token não-fungível, na tradução em português. Mas o que é um token não-fungível? No mundo das criptomoedas, um token consiste na representação digital de um ativo, que pode vir na forma de dinheiro, propriedade ou até mesmo uma obra de arte, desde que esteja registrada em uma blockchain.

Portanto, se uma pessoa é detentora de um token, isso significa que ela possui direito daquele ativo. A respeito dos bens fungíveis, de acordo com Código Civil Brasileiro, estes são os bens “que podem substituir-se por outros da mesma espécie, qualidade e quantidade”.

Para um melhor entendimento, um bitcoin é fungível, já que uma unidade de BTC pode ser trocada por outra. Já no caso de uma pintura da Monalisa, por exemplo, é considerado um bem não-fungível, já que ela é única e não pode ser trocada por uma outra igual.

Deste modo, o NFT é um item exclusivo, independente de representar um bem físico ou digital. Além de obras de artes, os NFTs podem ser músicas, itens de jogos, registro em vídeo de momentos ou até mesmo memes.

O que significa ser um token não-fungível?

Quando se fala sobre um ativo ser um token não-fungível, se trata de um certificado digital de propriedade, em que qualquer um pode verificar sua autenticidade, porém, ninguém pode fazer alterações em seu registro. 

Um dos exemplos é que qualquer pode consultar na internet e fazer o download de uma obra digital como “CryptoPunk #7804”, NFT que foi criado pelo estúdio Lava Labs. No entanto, quando alguém baixa tal imagem terá somente uma cópia, mas que não terá valor comercial algum.

Vale a pena investir em NFTs?

Uma dúvida corriqueira entre as pessoas que investem em ativos digitais é se vale ou não a pena investir em NFTs. A resposta para tal pergunta é simples: é inútil investir naquilo que não conhece ou quando não se sabe o que está fazendo. Caso você tenha alguma ideia em cima de sua estratégia de investimento em NFTs, além de conhecimento sobre essa área, aí sim pode valer a pena investir nesse segmento.

As tokens não-fungíveis promovem uma transformação digital no universo das artes, análogo às mudanças em diversas áreas na sociedade com a transformação digital. Além disso, os itens têm cada vez mais chances de serem usados no mundo digital, como no caso do metaverso, já que mais e mais itens são usados através dos ambientes digitais imersivos.

Contudo, investir em NFTs sem conhecimento pode trazer grandes prejuízos para o investidor. O valor de itens digitais pode ser muito relativo, fazendo com que seja muito difícil mensurar quanto o item pode se valorizar no futuro, se é que de fato ele valerá mais dinheiro posteriormente.

Tendo isso em vista, podemos concluir que este é um mercado altamente especulativo, que pode ser aderido por investidores por puro modismo, sem pensar nos riscos que estão associados a esse tipo de ativo.

Portanto, a compra de um NFT deve ser pensada caso haja interesse real pelo item digital que se quer adquirir. Também, como dito antes, antes de realizar essa compra é necessário ter conhecimento para investir nesse tipo de ativo. Em outras palavras, você deve gostar do token que irá adquirir, pois se ele desvalorizar pelo menos será algo que você gosta.

Vale destacar que algumas coleções de NFTs podem ter grandes valorizações, porém, se trata de algo especulativo e associado a grandes riscos. Por outro lado, ainda deve se levar em consideração a transformação digital no mercado de arte e música.

Como estão as vendas de NFT hoje?

Para se ter uma ideia do tamanho desse mercado, segundo o site CryptoSlam, o total de volume de vendas de NFTs até meados de 2022 foi de cerca de US$ 38,29 bilhões. Apesar disso, esse interesse pelos NFTs não segue a mesma constância sempre. Esse número tem seus picos de alta e de baixas, conforme é possível observar nos próprios dados da CryptoSlam, através do gráfico:

grafico sobre as vendas de NFT HOJE

As vendas de NFT começaram a ter um volume mais relevante a partir de janeiro de 2021. Desde então, passaram a assumir uma tendência de alta, atingindo um pico no dia 15 de agosto daquele ano, em US$405,59 milhões, e posteriormente no dia 28 de agosto, em US$520,17 milhões no volume diário.

Foi em 1º de maio de 2022 que o volume de vendas de NFTs atingiu uma nova máxima histórica, alcançando os US$642,06 milhões naquele dia. Mas esse comportamento difere quando se trata do número de investidores desse mercado.

O número de compradores únicos de NFTs foi aumentando gradativamente até 20 de janeiro de 2022, atingindo um pico diário de 115.945 investidores. A partir de então, assim como o cenário adverso no mercado de criptomoedas, o ano vigente passou a contar com um número decrescente de compradores dos tokens não-fungíveis.

Assim como acontece com as criptomoedas, o mercado de NFTs apresenta seus períodos de maior euforia, em que há uma maior demanda pelos ativos, enquanto em outros momentos essa tendência pode ser alterada para uma menor procura pelos mesmos, o que não significa que se tenha perdido os fundamentos desse tipo de ativo.

Vale destacar que o sucesso dos NFTs tem uma boa participação dos brasileiros. Uma pesquisa da consultoria Statista de junho de 2022 mostrou que o Brasil é o segundo maior mercado de tokens não-fungíveis do mundo. 

Enquanto a Tailândia lidera o ranking com 5,6 milhões de proprietários de NFTs, o Brasil fica na segunda colocação com 5 milhões. Fechando o top 6 dessa lista temos Estados Unidos, China, Canadá e Alemanha. 

Uma das razões para haver o aumento do número de detentores de NFTs no Brasil foi o sucesso dos jogos associados a criptomoedas. Um dos mais relevantes é o Axie Infinity, que se tornou um dos maiores sucessos desse segmento e serviu como uma fonte de renda extra para muitos jogadores.

Por que os NFT s ficaram populares?

Apesar dos NFTs serem acessíveis a diversos preços entre compradores e vendedores, existem algumas razões para que eles possam se tornar tão populares entre o público em geral. 

Além do dinheiro envolvido nas negociações, o que colabora para eles despertarem o interesse das pessoas em saber do que se trata, a popularidade dos NFTs se deve ao fato de que pessoas conhecidas passaram a investir ou se associar aos tokens não-fungíveis.

Uma delas foi o astro do futebol Neymar. O brasileiro chegou a comprar dois NFTs da coleção Bored Ape por um montante de mais de US$1 milhão. A compra foi realizada no dia 20 de janeiro e o jogador colocou a imagem de seu NFT em suas redes sociais.

O jogador alterou sua foto de perfil para a imagem do seu NFT. A compra de Neymar se refere ao token BAY #6633, pelo valor de 159,99 Ethereum (ETH). Além disso, ele também comprou o BAY #5269 por 189,69 ETH. Em valores da época, um dos jogadores mais conhecidos do futebol gastou o equivalente a R$ 6 milhões em NFTs.

Outro famoso que comprou NFT foi o cantor Justin Bieber, que adquiriu os seus tokens logo depois de Neymar. A negociação envolveu um Bored Ape Yacht Club, mais especificamente o token BAY #3001, por uma quantia de US$ 1,3 milhão, sendo esta uma das maiores da história dos NFTs.

Snoop Dogg foi outro cantor que também se inseriu no mercado de NFTs. Ele criou sua própria coleção de tokens não-fungíveis no mês de abril de 2021. Além disso, ele foi uma das pessoas que ajudou na criação do “Nyan Cat”, um NFT que foi posteriormente vendido por cerca de R$ 3 milhões naquele mesmo ano. 

Ele também esteve envolvido em negociações diversas desse mercado que não foram tão noticiadas, já que ele utilizava um pseudônimo diferente para realizar essas negociações. Sendo assim, Snoop Dogg foi uma das pessoas famosas mais ativas nesse mercado.

Só para se ter uma ideia, a carteira de NFTs de Snoop Dogg conta com uma quantia superior a US$17 milhões nesses ativos, considerando apenas as artes digitais adquiridas. O NFT mais valioso de sua coleção é da CryptoPunks, no valor de US$ 4,6 milhões.

Outra pessoa do mundo da música que se envolveu no mercado de NFTs é Madonna. 

A cantora Madonna se iniciou nesse mercado publicamente no dia 24 de março de 2022, comprando token da coleção Bored Ape Yacht Club, o BAY #4988, com valor de 180 Ethereum.

Já o cantor Post Malone pagou cerca de US$ 1 milhão por dois NFTs em novembro de 2021. A transação se refere aos tokens da coleção Bored Ape Yacht Club, BAY #961 e BAY #9039, com valor total de 160 Etherium. Ele também utilizou NFTs no clipe da música “One Right Now” naquele mesmo período.

Além de Neymar, outros conhecidos nomes do esporte entraram no universo dos NFTs. Um deles foi Michael Jordan, da NBA, que anunciou no final do ano de 2021 que iria lançar um aplicativo que funcionava como uma rede de tokens não-fungíveis. A primeira rodada levantou cerca de US$ 10 milhões em recursos da plataforma de tokens nativos.

Tom Brady fundou uma plataforma de NFTs chamada Autograph, que incluiu um levantamento de investimentos de cerca de US$ 170 milhões. O intuito principal do atleta é trazer apoio a personalidades conhecidas do esporte e fora dele, que vão lançar os próprios tokens não-fungíveis.

Uma das mais relevantes jogadoras de tênis de todos os tempos, Serena Williams, anunciou em 2022 que será assessora do conselho administrativo de uma empresa de fantasy sports que usa NFTs, chamada Sorare. 

Com tantas personalidades conhecidas nesse mercado, as pessoas que conhecem esses artistas e atletas são impulsionadas a conhecer como funcionam os NFTs. Não à toa, um dos fatores que podem auxiliar no crescimento desse setor é a sua maior inserção nas redes sociais e essa já é uma realidade que vem ganhando seus primeiros passos.

Não é à toa que a Meta divulgou em 2022 que iria iniciar testes de NFTs em seus Stories do Instagram. A implementação dos tokens não-fungíveis teria como base a tecnologia Spark AR, que funciona com realidade aumentada.

Segundo o CEO da empresa, Mark Zuckerberg, o intuito é que os criadores de conteúdo tenham a possibilidade de mostrar seus NFTs na rede social. Além disso, a Meta já trabalha para fazer parcerias com empresas para explorar ainda mais a tecnologia envolvida no Metaverso.

Apesar disso, o Twitter já tinha incluído os NFTs como uma possibilidade de uso na rede social em janeiro, realizando uma integração de carteiras com base em Ethereum para as contas digitais, em que seria possível mostrar os tokens não-fungíveis dos usuários em sua foto de perfil.

Essa tendência de grandes empresas aderirem aos NFTs está apenas começando, sobretudo quando se refere às companhias relacionadas às redes sociais, e esse tema deve ganhar ainda mais força ao longo dos próximos anos.

Como criar um NFT?

Com muitos famosos investindo seu dinheiro em ativos digitais colecionáveis exclusivos, muitas outras pessoas estão procurando aprender como criar NFTs na esperança de ganhar dinheiro com essa nova tendência.

Segundo Bernardo Srur, que é diretor da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto), “antigamente, a criação dos NFTs ficava a critério de desenvolvedores, mas hoje temos empresas especializadas em fazer esse tipo de registro”. Com isso, os interessados em cunhar (ou “mintar”, como o processo também é chamado) podem recorrer a sites nacionais e internacionais.

O especialista ainda diz que “a única coisa que você precisa fazer é trazer seu ativo e inserir valores”. Deste modo, todo o trabalho é feito de forma automática pelas plataformas, que cuidam do registro, da custódia e da transferência. Além disso, estes sites também podem ser responsáveis pela curadoria, comercialização e distribuição dos NFTs, restando ao dono do ativo apenas colher o resultado da operação.

Antes do processo de criação do NFT, o interessado deve ser o proprietário do que será cunhado e saber que qualquer item único pode ser transformado em NFT. “O conceito de token não-fungível está basicamente relacionado ao registro de um ativo em blockchain”, afirma Srur. Dessa forma, qualquer ativo que tenha apenas um dono pode virar um ativo digital na forma de imagem, vídeo ou música, por exemplo.

Em teoria, até escrituras de imóveis podem ser “tokenizadas”, mas ainda não há legislação nesse sentido. O mais comum no mercado são arquivos digitais, como obras de arte, imagens, músicas, vídeos, GIFs, itens de games e memes.

Como fazer um NFT?

O processo de criação de um NFT é bem simples. Ao utilizar o sistema da OpenSea, por exemplo, basta entrar na plataforma, conectar a carteira de criptomoedas e subir seu projeto. Pode ser imagem, vídeo, música ou um modelo 3D. A plataforma permite arquivos de no máximo 100 MB. Após subir o projeto, é possível também incluir nome e descrição, bem como fazer personalizações.

Deve-se lembrar que o procedimento de criação de NFTs também envolve o uso da blockchain do Ethereum, nesse caso. Devido a isso, é necessário pagar a taxa de gas, sendo este o motivo de ser necessário conectar a uma carteira. Além disso, a OpenSea cobra 2,5% de comissão quando seu NFT for vendido. As outras plataformas, como Rarible, SuperRare, Nifty Gateway e Binance NFT têm valores semelhantes.  

Passo a passo detalhado

Como citado anteriormente, o primeiro passo para fazer um NFT é ter um local para armazenar o ativo, ou seja, uma carteira digital (ou wallet). Muitas empresas oferecem esse serviço, sendo a Metamask a mais utilizada pelos proprietários de tokens não fungíveis. Também há a crypto wallet, que também suporta a Ethereum, principal blockchain utilizada para registro de um NFT.

O segundo passo é pagar o valor referente a cunhagem do token, onde é cobrada uma tarifa conhecida como “taxa de gas”. O valor pago pela criação do NFT varia conforme a disponibilidade de mineradores no momento da transação, da plataforma escolhida e das características do ativo a ser criado. O custo médio costuma ser entre US$ 10 e US$ 300.

O terceiro passo é enviar o arquivo da sua NFT. Para isso, você pode optar por criar uma coleção, que permite o armazenamento de vários NFTs juntos. Isso pode elevar o interesse por cada item, facilitar a negociação e até gerar uma venda conjunta. Caso deseje cunhar apenas um token, é só enviá-lo em um único arquivo.

O quarto passo para criar uma NFT é definir características e o preço da mesma. Tudo é possível programar nos NFTs, no entanto, as opções oferecidas pelas plataformas para tais mudanças diferem quando se pretende criar um NFT

Os pagamentos podem ser únicos ou o proprietário pode ser remunerado a cada transação do ativo. Esse tipo de registro acaba trazendo benefícios aos artistas na forma de taxas e royalties sobre o valor da obra.

O NFT pode ser único ou ter uma série limitada. Como o valor do ativo é totalmente subjetivo e pode variar conforme a escassez, o artista, a obra, o formato, o momento e o interesse pela coleção, são fatores que tornam o ativo volátil e de alto risco, assim como o mercado de arte tradicional.

O último passo é validar o processo. É nesta etapa que é cobrada a taxa de cunhagem. Após criado, o token pode ser negociado nas plataformas especializadas ou ser enviado para outra carteira digital.

O que pode se tornar um NFT?

Podem ser transformados em tokens não fungíveis: quadros físicos e digitais, músicas, itens de jogos, memes, fotos de momentos do esporte, domínios de sites, vídeos e até mesmo posts em redes sociais.

No início de 2021, o presidente do Twitter, Jack Dorsey, vendeu seu primeiro tuíte como um NFT por pouco mais de US$2,9 milhões. A mensagem, publicada em 21 de março de 2006, diz “just setting up my twttr” (apenas configurando meu Twitter), na tradução para o português).

Já a NBA, liga de basquete americana, movimentou cerca de US$ 200 milhões em um fim de semana com negociações de NFTs na Top Shot, sua plataforma de comercialização de tokens. Nela, fãs podem comprar cards digitais de jogadas marcantes.

Como comprar um NFT?

Para comprar um token não-fungível é algo simples, sendo preciso se cadastrar em uma plataforma própria para isso e ter fundos suficientes em criptomoedas para comprar o NFT que se deseja. Vale destacar que cada marketplace possui suas próprias características. Essa aceitação também se difere nas opções de ativos digitais que podem ser comprados. Veja um exemplo de plataforma para a compra de um NFT.

OpenSea

A OpenSea é um marketplace baseado na rede do Ethereum. Para comprar NFT por este sistema é preciso usar o Ether (ETH) ou os tokens Wrapped Ether (WETH), USD Coin (USDC) e Dai (DAI). Esse processo ocorre da seguinte forma:

  • Assim que entrar na plataforma, clique em “Explore” (Explorar), liberando a opção para escolher o ativo digital desejado;
  • Na plataforma você vai encontrar artes, coleções, músicas, etc;
  • Após escolher um NFT que interesse, é só pressionar o botão “Buy now” (Compre agora);
  • A partir daí, a plataforma vai solicitar a conexão de sua carteira digital que tenha suporte a rede Ethereum. Essa carteira precisa ter os fundos necessários para comprar o NFT.

Para os usuários que não tenham uma carteira digital, a OpenSea faz algumas sugestões de quais são as opções compatíveis. A plataforma cita, por exemplo:

  • MetaMask;
  • Coinbase Wallet;
  • Fortmatic;
  • Outras compatíveis com o WalletConnect. 

O processo para instalar sua carteira se dá de forma simplificada. No caso da MetaMask, que é a mais conhecida entre os usuários, o usuário precisa clicar no link sugerido pela plataforma, e depois baixar e adicionar como extensão do navegador do Google Chrome.

Após fazer a instalação da carteira, é necessário fazer a transferência do valor em criptomoedas que seja suficiente para pagar a compra do NFT. Caso o token que se quer investir custe 0,012 ETH, por exemplo, é preciso acessar a exchange onde se possui conta e enviar as frações de Ether para a sua wallet. 

Quando o processo de instalação da wallet e da transferência de ativos digitais for concluído, é possível finalizar a compra do NFT.

Onde comprar NFT?

É possível comprar NFTs em marketplaces especializados na venda desses ativos digitais. Além da Binance e da OpenSea, estas são outras plataformas para obter este tipo de ativo:

Rarible

Semelhante ao OpenSea, a Rarible possui diversos tipos de itens colecionáveis. Artes, vídeos ​​e músicas digitais podem ser comprados e vendidos por lá. Contudo, para negociar na plataforma, você precisa usar a criptomoeda própria deles, a RARI. A empresa tem parceria com grandes organizações, como Hum! Brands, Taco Bell e a Adobe.

Foundation

Este marketplace foi desenvolvido para ser uma plataforma simples para negociar arte digital. As vendas neste caso são feitas usando Ethereum. Desde seu lançamento, no início de 2021, ela comercializou mais de US$ 100 milhões em NFTs. Contudo, para que os itens possam ser disponibilizados, os artistas precisam ser convidados para a plataforma.

SuperRare

É uma rede social para NFTs, onde, na sua plataforma, o usuário encontrará arte, vídeos e até mesmo imagens 3D. A SuperRare lançou seu próprio token de mesmo nome que pode ser utilizado nas negociações no site. Assim como o Rarible, os NFTs SuperRare também podem ser negociados no OpenSea.

Nifty Gateway

Esta empresa intermediou a comercialização de itens de grandes artistas, como o Beeple, que vendeu uma única arte por mais de US$ 69,7 milhões (R$ 360 milhões). Ela consiste em uma plataforma de curadoria, responsável por organizar e administrar qualquer NFT que alguém prefira deixar na responsabilidade da organização.

Gerenciada pela exchange de criptomoedas Gemini, os NFTs oficiais da plataforma são conhecidos como Nifties, e por sua vez são construídos na rede Ethereum. Além de criptomoedas, oferece a possibilidade de pagamento em moeda fiduciária (por exemplo, dólares americanos).

9Block

Esta é uma empresa brasileira que usa a blockchain da Hathor, que funcionou para eliminar os custos de cunhagem e de transferência da arte, democratizando o acesso a esse novo mercado.

Futuramente, a empresa tem a ideia de disponibilizar na plataforma uma estrutura para revenda das NFTS, garantindo, para o artista, ganhos eternos sobre cada revenda de sua arte.

Quais são os NFT s mais valiosos?

Segundo o DappRadar, o volume total de venda de NFTs entre os meses de janeiro e setembro de 2021 foi de US$ 13,2 bilhões. Ao analisar este valor, podemos perceber que este é maior que os PIBs dos estados brasileiros do Acre, Amapá e Roraima somados. Veja a seguir alguns dos NFTs mais valiosos do mercado:

Everydays: The First 5000 Days

O Everydays: The First 5000 Days é um NFT que representa um conjunto com 5 mil imagens digitais que foram criadas por Mike Winkelmann, também chamado de Beeple. A obra teve um valor de venda de US$ 69,3 milhões, negociação que ocorreu em março de 2021. Beeple foi um dos pioneiros do mercado de NFTs, sendo um dos mais relevantes artistas do segmento.

CryptoPunk #7523

O CryptoPunk #7523 é uma coleção de pixel art que possui 10 mil retratos de personagens. Eles estão divididos em categorias distintas, como humanos, zombies, macacos e até mesmo aliens. 

Lançado em junho de 2017 pelo estúdio Lava Labs, este é o projeto em NFT mais popular do mercado. A imagem número 7523, um alien usando brinco, boné e máscara, foi vendida por US$ 11,8 milhões em junho de 2021.

CryptoPunk #3100

Se trata de um CryptoPunk pertencente a categoria alien com uma bandana na cabeça. O ativo foi vendido por um montante de US$ 7,58 milhões no mês de março de 2021. Segundo informações da Larva Labs, esse ativo está sendo vendido por US$ 146 milhões. Caso alguém resolva comprá-lo, seria a maior venda de um NFT já feita.

CryptoPunk #7804

Esse é um NFT que mostra um alien que possui um cachimbo na boca e um boné na cabeça, estando também relacionado ao CryptoPunk. No mês de março de 2021, a venda foi feita por Dylan Field, que é CEO do Figma, uma startup do segmento de design, por um valor de US$ 7,57 milhões.

Deste modo, ele teve muita sorte quando o ativo valorizou 50.000% no período. O comprador considerava que o NFT teria um “potencial para ser a Mona Lisa digital”.

Crossroad

É um NFT criado por Beeple que mostra o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no chão com palavrões grafados em seu corpo. A arte digital foi projetada antes do último resultado das eleições presidenciais.

Se acontecesse de Trump vencer as eleições, o ativo passaria por algumas alterações em um novo NFT.  O valor de venda desse token foi de US$ 6,6 milhões em fevereiro de 2021.

CryptoPunk #8857 

Trata-se de um CryptoPunk da categoria zombie que foi vendido por um montante de US$ 6,6 milhões. Esse NFT tinha uma avaliação de US$ 1,7 milhão em 2021. Portanto, o ativo chegou a valorizar quase 300% em um período de 7 meses. 

Ocean Front

Ao final de março de 2021, o NFT Ocean Front, que também pertence ao Beeple, foi vendido por US$ 6 milhões. Porém, o dinheiro foi destinado para a organização não governamental Open Earth Foundation, e não para seu fundo próprio. 

O artista disse em seu Twitter que “seis milhões de dólares para as mudanças climáticas. Isto é o que precisamos para promover mudanças realmente significativas para trabalharmos juntos em vez de lutarmos uns contra os outros”.

Ringers #879

Ringers #879 foi criado pelo artista do Canadá Dmitri Cherniak e foi posteriormente vendido por US$ 5,8 milhões, durante o mês de agosto de 2021, para a Three Arrows Capital, que é uma empresa do segmento de criptomoedas baseada em Singapura. A negociação do ativo aconteceu na Art Blocks, plataforma que reúne obras de artistas do universo cripto. 

CryptoPunk #5217

Esse foi mais um CryptoPunk inserido na lista dos NFTs mais valiosos do mercado, sendo o avatar número 5217. Se trata da arte de um macaco que possui uma corrente de ouro no pescoço, além de uma touca na cabeça. A venda aconteceu em julho de 2021 por um valor de US$ 5,4 milhões. O personagem, assim como todos os outros da coleção, é basicamente uma arte pop de 24 X 24 pixels.

NFT do código da web

Por último e não menos importante, temos o NFT do código-fonte original da World Wide Web (WWW). Seu autor é Tim Berners-Lee, um físico e cientista da computação dos anos de 1990. O valor de venda do ativo foi de US$ 5,4 milhões e ocorreu em junho de 2021, em um leilão online da Sotheby’s.

Onde comprar NFT barato?

Para encontrar NFTs baratos, você precisa avaliar alguns fatores que podem te ajudar a achar coleções que tenham chances de serem lucrativas para você. 

Contudo, o passo a passo a seguir não é uma garantia que você sempre achará NFTs baratos e que estejam prontos para se tornarem sucessos, mas vai fazer com que você treine o seu olhar.

Normalmente os NFTs baratos são aqueles que estão sendo lançados recentemente e cunhados no blockchain. Para este processo, você pode utilizar algumas ferramentas de tokens não-fungíveis para facilitar o processo.

Duas ferramentas que você pode utilizar na sua busca são o rarity.tools e o UpcomingNFT. As redes sociais também podem ser sua aliada nessa pesquisa para encontrar tokens que estão sendo lançados. A própria conta do NFT costuma divulgar as que serão lançadas ou já foram, o que pode facilitar essa pesquisa. Veja alguns pontos que devem ser analisados na hora de escolher um NFT:

  • O projeto é único?
  • O projeto tem links de mídia social?
  • Eles têm um website?
  • Qual é o preço mínimo de um item da coleção NFT?
  • Quantos itens há na coleção?

Também é fundamental que você veja se a conta de mídia social do token está ativa ou não. Isso é de grande importância pois, mesmo que o NFT seja barato, ele terá uma comunidade e uma mídia social. Vale ressaltar que grande parte dos projetos possuem Discord e Twitter, locais por onde você pode começar essa pesquisa.

Também é necessário verificar se o projeto tem um site sem erros gramaticais e de ortografia. Caso você identifique um site ruim, isso é sinal para ficar longe dele. O site da NFT deve conter todas as informações importantes e necessárias que um novo investidor precisa saber, como um roadmap, seu whitepaper, membros da equipe, parcerias, links para canais de mídia social, entre outros.

Por fim, e não menos importante, é que você deve gostar da sua NFT. Essa etapa é necessária, pois caso não haja muitos compradores, posteriormente, você terá que ficar com o token na sua coleção. Deve-se lembrar que nem sempre a primeira NFT que você adquirir terá valorização, a partir deste ponto que o gosto pelo token será decisivo.

NFT s baratas no Metaverso

Atualmente, a maior parte das coleções de NFTs fazem parte de jogos digitais, seja ele parte do metaverso ou um outro universo virtual. Até mesmo estão incluídos em projetos digitais. Mas a questão é, seria possível encontrar NFTs baratos no metaverso? Sim, mas para isso você precisa realizar uma curadoria.

Busque saber quantas pessoas estão jogando e qual é o tamanho dessa comunidade NFT. Entenda que projetos bem-sucedidos sempre terão comunidades ativas por trás e isso precisa ser um pré-requisito forte a ser considerado por você. Portanto busque em redes sociais mais informações sobre o projeto em que você está entrando.

Caso você realmente tenha interesse em adquirir este ativo, é necessário entender que encontrar um NFT barato leva tempo, e grande parte deste tempo é tomada na hora da pesquisa. Contudo, não fique desanimado pois, embora seja demorado, encontrar um token atualmente é um processo fácil. Deve-se lembrar que é necessário se pensar no custo benefício, a fim de evitar dor de cabeça no futuro.

Vantagens das NFT s

Um dos principais pontos positivos ao se possuir um NFT é a sua valorização, assim como as obras de arte se valorizam com o tempo, os NFTs também podem seguir o mesmo caminho. O próprio CryptoPunk #7804, que viu seu preço subir 50.000% em pouco mais de três anos, é um exemplo.

Deve-se lembrar que os NFTs são únicos, apesar de todo mundo conseguir entrar na internet e fazer uma cópia do material digital, só o proprietário realmente tem a posse dele, e pode vendê-lo no futuro. Por fim, assim como ocorre com as criptomoedas, um ponto positivo é que as transferências de NFT são realizadas em questão de minutos para qualquer parte do mundo, mostrando uma grande facilidade ao contrário de obras físicas.

Esteja atento às oportunidades do mundo cripto

O mercado de criptomoedas possibilitou o avanço da tecnologia blockchain em diversas áreas, trazendo a tona os NFTs. Embora os tokens não-fungíveis tenham se tornado bastante populares, utilizá-los como investimento se torna bastante complexo.

Isso porque o valor de um NFT é bastante subjetivo, assim como o preço de obras de arte e itens de coleção também são. Desse modo, é mais difícil de avaliar se um ativo como este vai de fato se tornar mais caro ao longo do tempo, sendo necessário entender mais sobre o segmento para entrar nesse universo e ter um perfil de risco adequado para tal.

Apesar disso, entender o que são NFTs e como eles funcionam faz com que se tenha um melhor entendimento sobre a tecnologia blockchain e sua importância para as criptomoedas. Se você deseja investir em criptoativos com uma das melhores plataformas do Brasil, basta abrir sua conta na BitcoinToYou e fazer parte dessa oportunidade de investimentos da “nova economia”.

Photo of author

Autor: suporte

Deixe um comentário

Não perca tempo! Comece a investir

REDES SOCIAIS

[email protected]

Atendimento: 08:00-18:00 (seg-sex)