Ethereum – Entenda o que é e como funciona!

Ethereum – Entenda o que é e como funciona!

Você ainda não conhece o Ethereum? Embora todos já tenha ouvido falar, muitos confundem o Ethereum com o Ether.

O Ether assim como o Bitcoin, essa é uma das criptomoedas mais famosas do mundo. Para se ter uma ideia ela é a criptomoeda com a segunda maior capitalização do mundo, atrás apenas do Bitcoin. 

Entretanto o Ethereum é muito mais que uma criptomoeda, ela é uma plataforma onde é transacionada o Ether. Vamos então entender um pouco mais sobre o conceito dessa plataforma.

O que é o Ethereum?

Em linhas gerais o Ethereum é uma plataforma onde é possível programar aplicativos descentralizados, contratos inteligentes e transações da Ether, a moeda da Ethereum.

Essa plataforma é também baseada na tecnologia blockchain que surgiu juntamente como o Bitcoin. Dessa maneira, muitos consideram essa plataforma uma evolução no que diz respeito à tecnologia blockchain.

Vitalik Buterin idealizou a plataforma Ethereum em 2013. Contudo, ela somente foi ao ar em julho de 2015 com 11,9 milhões de Ethers pré-minerados do ICO. De lá pra cá a plataforma ganhou cada vez mais expressividade.

Leia também – BRL Coin – Conheça a criptomoeda estável!

E é seguro a plataforma Ethereum?

Sim. A resposta é curta e objetiva. Afinal, o Ethereum usa o mesmo conceito de consenso e rede distribuída do Bitcoin. Isso garante a segurança do seu sistema. Em outras palavras, existem milhares de computadores distribuídos ao redor do mundo o que minimiza a possibilidade de ocorrer uma falha ou sofrer uma invasão.

Por isso, atacar a rede é praticamente inviável tanto logisticamente quanto economicamente. Por isso é bem melhor para o suposto atacante cooperar com a rede. Dessa forma, se a criptomoeda for armazenada em uma carteira segura não há risco de perdê-la.

E o que é uma aplicação descentralizada?

Um pouco diferente do Bitcoin que pretende ser uma moeda digital, o Ethereum tem por propósito ser uma plataforma onde é possível programar aplicações descentralizadas e contratos inteligentes.

Sendo assim, o Ether é usado como uma criptomoeda somente para comprar poder computacional no computador mundial que é o Ethereum. Sendo assim, foi que nasceu o conceito de aplicações descentralizadas.

Hoje, existem já algumas aplicações descentralizadas como o Augur que é uma rede de apostas sem donos e o Maker Dai que é uma moeda pareada com o dólar. Entretanto não há um emissor central para ela.

E quem usa a rede Ethereum?

Essa é uma rede que está sendo usada por milhares de pessoas ao redor do mundo. Só para ter uma ideia, ela também é usada pelo governo do Canadá para dar mais transparência para suas instituições.

Empresas como Microsoft e Itaú apoiam essa tecnologia, e outras tantas fazem parte da Enterprise Ethereum Alliance. Então se você nunca ouviu falar dessa plataforma, agora já sabe como ela funciona.

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário e compartilhe essa informação com seus amigos. Afinal, o que é bom não merece ficar guardado!