As criptomoedas nacionais irão mesmo decolar em 2020? Saiba mais!

As criptomoedas nacionais irão mesmo decolar em 2020? Saiba mais!

20 anos já se passaram desde a virada do século, e quanta coisa mudou. Se há exatos 20 anos estávamos falando nos primeiros telefones celulares, em 2020 uma mudança significativa pode ocorrer: as criptomoedas nacionais.

Lançada no ano de 2008, o Bitcoin foi a primeira criptomoeda a surgir no mundo. Na época poucos acreditavam que o conceito pudesse vingar. Aliás, até alguns anos atrás ainda acreditava-se que o Bitcoin era uma simples chuva de verão.

No entanto, o tempo está mostrando que as criptomoedas chegaram para ficar. E agora o conceito vem avançando tanto, que chegou a vez de todos os países entrarem nessa onda, lançando diversas criptomoedas nacionais.

Criptomoedas nacionais podem ser lançadas na China e na Europa

A China revelou recentemente que desde 2014 estuda lançar sua própria criptomoeda nacional. Sendo assim, nos últimos meses de 2019 o país começou a transformar a sua ideia em realidade.

Em dezembro, portanto, foi anunciado um projeto piloto que irá testar a moeda digital e o pagamento eletrônico em toda China nas cidades de Shenzhen e Suzhou. Esse anúncio veio uma semana depois das revelações do Banco Central Europeu (BCE).

O BCE, informou que pretende desenvolver a sua própria criptomoeda digital com a finalidade de aprimorar o sistema de pagamentos em euros. No entanto, o CBDC europeu só será lançado se o setor privado não desenvolver antes um sistema de pagamento pan-europeu inovador e eficiente.

A França também não deixou para menos, e anunciou que está trabalhando em um projeto piloto para emissão de uma criptomoeda cuja experimentação deverá acontecer ainda este ano.

Você sabia que o Blockchain está presente no setor alimentício? Não? Então confira com exclusividade neste artigo que separamos para você!

E o Brasil, também dará esse importante passo?

O setor público brasileiro ainda não se pronunciou a respeito sobre a possibilidade de criação de uma criptomoeda nacional. Contudo, algumas empresas nacionais já trabalham nesse sentido, como a Bitcointoyou que anunciou no ano passado a BRL Coin.

A criptomoeda brasileira nasce com o propósito de ser estável e segura. Como? Para cada 1 BRL emitido haverá sempre em reservas R$ 1,00. Com isso o valor dela sempre se manterá estável, flutuando somente quando a moeda nacional flutuar perante o dólar.

A BRL Coin é, dessa maneira, um token ERC-20 desenvolvido na blockchain do Ethereum, compatível com as mais diversas carteiras da criptomoeda ETH. Uma verdadeira revolução no conceito de criptomoedas jamais visto.

A maneira mais fácil para se obter a BRL Coin, é abrindo uma conta na plataforma Bitcointoyou. Após a abertura da conta é possível transferir reais de qualquer conta bancária para a plataforma. Sendo que, após a transferência, a conversão dos Reais para o BRL Coin pode ser realizado a qualquer momento.

É possível, portanto, mandar a criptomoeda para qualquer pessoa em qualquer lugar do planeta. Caso você deseje fazer o caminho contrário, converter BRL Coin para Reais, é muito simples. Basta depositar BRL e converter para Reais, solicitando a transferência do valor para qualquer conta no Brasil. Fantástico, não é mesmo?

E você o que acha desse avanço das criptomoedas nacionais? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia nas redes sociais!