Para que servem os tokens?

Para que servem os tokens?

Os tokens possuem múltiplas funções. Quando você possui um token, você possui uma chave para acessar os registros dentro de uma blockchain. Além disso, é possível transferi-los em sua totalidade ou parcialmente.

São recursos digitais que você pode controlar e são transacionados pela rede. O token nativo da rede Bitcoin, também conhecido como Bitcoin, possui conjuntos de baseadas em mecanismos de incentivo econômico criptografado, que determinam sob quais circunstâncias as transações Bitcoin são válidas.

Estão além das funcionalidades voltadas para as criptomoedas, pois é possível atrelar aos direitos de uso de um aplicativo, às fichas de aposta em um cassino digital, à dólares, à fração de um título público, à fração de propriedade de um imóvel, enfim, qualquer coisa.

Por exemplo, um token Ethereum pode ser utilizado para construir um contrato inteligente. O token Petro da Venezuela pode ser lastreado em petróleo, o Tether lastreado no dólar.

Logo, os tokens possuem várias utilidades além de ser moeda, sendo elas:
• Certificado de ações
• Bilhetes ou passes de acessos
• Programa de recompensas
• Como um sistema de votação
• Licença de software
• Voucher para troca de produtos

Tipos de tokens

Tokens de uso: esse tipo de token não lhe permite acesso um acesso especial dentro da rede, mas concede acesso ao serviço (como a rede de pagamento Bitcoin e a Ethereum Virtual Machine, etc.). Como o nome indica, eles servem apenas para a utilização de um serviço.

Tokens de trabalho: dá aos usuários o direito de contribuir com trabalho para uma rede descentralizada ou DAO – Organização Autônoma Descentralizada. Esse trabalho pode servir como um oráculo, sendo o backstop em um sistema de dívida colateralizada (tomar um empréstimo fazendo um seguro como garantia de pagamento), ou assegurando a rede