USDT Tether – Entenda o que é e como funciona!

USDT Tether – Entenda o que é e como funciona!

É bem provável que você já tenha ouvido falar do USDT Tether. Afinal, assim como Bitcoin, essa é uma criptomoeda que está entre as mais negociadas do mundo.

Só para ter uma breve ideia, em Abril deste ano o Tether superou o Bitcoin em volumes de negociação. E ao que tudo indica essa stablecoin está caminhando para ser a criptomoeda mais negociada no planeta.

Mas afinal, o que é o USDT Tether?

Ela é uma moeda digital que foi desenvolvida sob a plataforma do bitcoin. Sendo negociada do mesmo modo que a pioneira das criptomoedas é. Contudo, há uma diferença entre ambas.

O Bitcoin possui a cotação baseada na lei da oferta e procura. E por essa razão o seu preço tem uma grande volatilidade. Esse é um dos fatores que faz o Bitcoin ser mais encarado como um ativo do que uma moeda propriamente dita.

Visualizando esse problema foi que surgiu o conceito de stablecoin. E para que o Tether não possua tamanha volatilidade ele possui um lastro em ativo. Assim, para cada 1 unidade de Tether emitido é guardado 1 dólar em reserva na Tether Limited em Hong Kong.

Quer saber mais como funciona o Litecoin? Então você precisa ler este artigo também!

O Tether é, portanto, uma criptomoeda baseada em uma plataforma de tecnologia blockchain na qual as moedas digitais em circulação são lastreadas em uma quantidade equivalente de moedas fiduciárias tradicionais – o dólar, o euro ou o real brasileiro – que são mantidos em uma conta bancária designada. Os tokens Tether, os tokens nativos da rede tether, são negociados com o símbolo USDT.

No universo da criptomoedas, atualmente as flutuações diárias são muito amplificadas, tornando-as quase que impraticáveis para o uso convencional, como meio de troca, por exemplo. Embora a volatilidade estimule o uso de uma criptomoeda como um ativo especulativo, acaba por limitar seu uso diário no varejo como meio de pagamento.

Em um futuro não muito distante no qual as criptomoedas são utilizadas diretamente neste varejo, por exemplo,  a volatilidade precisa ser combatida, é neste momento que o tether entra em ação.

O tether é um stablecoin que foi criado para ser estável o suficiente em seu poder de compra ou, no máximo, ligeiramente inflacionário, para incentivar os proprietários a gastar, em vez de manter os tokens. 

De maneira simples, podemos definir o tether, como uma criptomoeda com um preço fixo medido por uma moeda fiduciária, neste caso, os dólares americanos.

Possuir uma stablecoin com lastro em dólares facilita e muito para as corretoras de criptomoedas, de modo que não precisam utilizar o sistema bancário tradicional para acertar ajustes entre contras internas, além de fazer isso de forma mais rápida, transparente e auditável do ponto de vista interno da empresa.

Diante de um mercado de preços volátil, um vendedor pode e deverá ficar cético ao negociar bens e serviços por medo de perder valor devido à alta modificação diária de preços.

Aqui aparece a primeira grande vantagem do uso do tether, vantagem essa que as moedas tradicionais não oferecem.

Por ser uma moeda estável, possui valor na conversão para moedas fiduciárias, o que acaba por facilitar operações de pagamentos.

Atualmente (29/01/2020), o Tether ocupa o 6º lugar entre os mais altos valores de mercado (cerca de BRL$ 19,5 bilhões).

O Tether é a stablecoin mais popular do mundo e até atua como uma substituição do dólar em exchanges internacionais. Ser lastreado pelo dólar significa para cada Tether emitido, há uma quantia equivalente em dólares mantidos em reserva.

A Moeda Mais Importante do Sistema de Criptomoedas 

Mesmo que seja difícil mensurar números concretos sobre o volume de negociações dados apontam que o Tether é considerada a moeda digital estável mais relevante disponível e procurada pelos traders.

No ano passado dados da CoinmarketCap.com apontaram o Tether como a criptomoeda com o maior volume diário e mensal de negociações, cuja capitalização de mercado é 30 vezes menor.

Em Abril de 2019 o volume do Tether superou o do Bitcoin pela primeira vez e, ainda, consistentemente tem sido maior desde o início de agosto do mesmo ano em cerca de US$ 21 bilhões por dia, segundo o provedor de dados. Como o volume mensal de negociação do Tether é cerca de 18% maior que o do Bitcoin, o token é, sem dúvida, a moeda mais importante no ecossistema das criptomoedas.

Neste contexto, especialistas afirmam que traders asiáticos respondem por cerca de 70% de todo o volume de negociação de criptomoedas e, o Tether foi usado em 40% e 80% de todas as transações em duas das principais bolsas do mundo, Binance e Huobi, respectivamente.

Um estudo recente da CoinMetrics revelou que a stablecoin Tether (USDT) tem sido usada de forma massiva pelos traders para suas operações, especialmente em mercados como asiáticos e europeus. Para a CoinMetrics, todas as stablecoins em geral estão apresentando números de adoção relevantes mercado de criptoativos.

Deste modo, a pesquisa feita em maio do ano corrente aponta para um crescimento no valor total de mercado do stablecoin em aproximadamente mais de US$ 10 bilhões.

Quando o Tether Foi Criado?

O USDT Tether foi criado em Julho de 2014 pelo co-fundador Brock Pierce através de uma startup dos Estados Unidos com o nome de Realcoin. Todavia em novembro daquele mesmo ano a moeda foi renomeada passando a se chamar Tether.

Esse nome foi dado pelo CEO da companhia Reeves Collins, sendo que suas operações foram transferidas para a empresa Tether Limited em Hong Kong.

O seu funcionamento é basicamente igual ao Bitcoin, sendo que ela foi desenvolvida na rede blockchain por meio do Omni Layer Protocol. Isso quer dizer que o USDT também é uma criptomoeda token.

Como já dissemos a sua única diferença para o Bitcoin é o lastro que ela possui em ativos, o que garante menos flutuação e consequentemente faz com que ela realmente tenha a função de uma moeda.

E Como Comprar o Tether?

O Tether assim como o Bitcoin pode ser armazenado em carteiras virtuais ou em exchanges que fazem a sua comercialização. Todavia, diferente do Bitcoin que pode ser minerado, o USDT só pode ser emitido pela Tether Limited em Hong Kong.

Dentre as principais exchanges que comercializa o Tether está a Bitcointoyou. E por ser uma das pioneiras na área é uma empresa altamente segura para você comprar e vender a criptomoeda.

Então não perca mais tempo e comece hoje mesmo a investir em USDT.

Aproveite e deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe este artigo com seus amigos.