Mercado de criptomoedas com fortes quedas. O que podemos esperar?

Bitcoin sofre dura correção em 24 horas: fim da alta?

Mercado de criptomoedas com fortes quedas. O que podemos esperar?

Se você é um dos usuários ativos do mercado de criptomoedas, já percebeu o quanto ele corrigiu nos últimos dias. Bitcoin e altcoins passaram por quedas severas e isso fez com que a capitalização do mercado ficasse abaixo da marca de US$1.5 trilhão. Hoje o BTC chegou a ser negociado abaixo de US$30.000 e o mercado já entrou em pânico.

Devemos esperar mais quedas?

Estamos passando por um cenário onde mineradores de bitcoin estão sendo reprimidos, China e Irã comprovam essa grande repressão. Como resultado, diversas mineradoras precisaram encerrar seus serviços, o que fez com que investidores se ausentassem do mercado e vendedores tomassem conta. Contudo, isso não quer dizer que o BTC sumiu ou que irá desaparecer. Momentos de repressão de alguns países são acompanhados por momentos de portas abertas por outros.

Só para exemplificar, Miami, uma cidade dos Estados Unidos, conta com um prefeito que deseja atrair os mineradores de bitcoin da China para a região. O prefeito Francis Suarez apontou que a cidade possui uma energia barata por ser nuclear.

Em relação às quedas, elas podem continuar. Afinal, a força vendedora do bitcoin está muito forte.

Mas isso não é motivo para preocupação. Ainda mais se você vendeu bitcoin no topo histórico

“Neste momento de queda geral do mercado de criptomoedas, muitos devem estar felizes por terem vendido Bitcoin a R$375 mil reais na Bitcointoyou em 14 de abril, quando a criptomoeda atingiu seu valor histórico. Para estes que acertaram o alvo, o momento agora pode ser muito interessante para ir às compras e obter mais criptomoedas com ótimos preços se compararmos com os valores anteriores. Por exemplo, o Bitcoin agora está sendo negociado por R$155 mil na Bitcointoyou, a B2U Coin caiu 14% nas últimas 24 horas e está sendo negociada a R$0,70. Realmente, não é todo dia que temos uma oportunidade como esta”, disse André Horta, CEO da BitcoinToYou.

E quem não vendeu na alta?

“Agora, para aqueles que esperavam que o Bitcoin iria bater US$100 mil e não venderam, é hora de ter sangue frio. O mercado não perdoa. Uma correção era esperada. Pode ser que os criptoativos continuem caindo, mas se olharmos no retrovisor, veremos que já passaram por outros momentos de queda. Eu não vou vender minhas criptos, inclusive estou pensando em pegar um empréstimo através do aplicativo da Bitcointoyou para poder ir às compras, e você?”, finalizou Horta.