Brasil é País da América Latina Que Mais Recebe Criptomoedas

Brasil é país da América Latina que mais recebe criptomoedas

Brasil é País da América Latina Que Mais Recebe Criptomoedas

A América Latina tem grandes casos de adoção de criptomoedas. Dois bons exemplos são Venezuela e Argentina.

Na Venezuela, a economia em frangalhos faz com que os cidadãos recorram ao Bitcoin e altcoins.

Enquanto isso, o derretimento da moeda argentina faz com que o BTC seja visto como reserva de valor.

De acordo com um relatório recente da Chainalysis, foi revelado que o Brasil é o país da América Latina que mais recebe transações P2P de criptomoedas.

Brasil lidera recebimento de criptomoedas

O estudo revelou que mais de R$ 130 bilhões foram enviados a partir da América Latina em criptomoedas.

Por outro lado, cerca de R$ 127 bilhões foram recebidos de outras partes do mundo.

Nessa métrica, o Brasil lidera com cerca de R$ 47,7 bilhões recebidos em criptomoedas. O país é seguido por Venezuela, Argentina e México.

Depois do Bitcoin, o USDT é a criptomoeda mais usada nas remessas. Talvez pelo fato de ser uma stablecoin, com valor pareado com o dólar.

Outro ponto levantado pela Chainalysis no relatório foi o aumento das negociações P2P conforme o dólar avança contra moedas fracas.

No caso da Argentina, por exemplo, a correlação entre o aumento do dólar e o aumento nas transações P2P foi de 0,76 (em uma escala de 0 a 1).

O lado negativo é que as criptomoedas também são usadas em golpes com frequência na América Latina.

Desta forma, além de serem usadas com frequência para negociações e especulação, criptoativos acabam sendo objetos de golpes.

Além disso, apesar de receber grandes volumes de criptomoedas, a América Latina fica à frente somente da África no ranking global.

Ou seja, mesmo com o grande volume recebido de moedas digitais, a América Latina ainda não movimenta o suficiente para ocupar as primeiras posições do ranking.

Por fim, a Chainalysis fala sobre seu contato com a Hashdex, gestora brasileira de fundos de criptomoedas.

Segundo a Hashdex, a busca por altos ganhos está fazendo com que investidores profissionais busquem criptoativos.

Assim, é possível que a América Latina suba no ranking de volume de moedas digitais recebidas do exterior.

Tags:
, ,