EL salvador e Bitcoin: relação já gerou as primeiras ondas

EL salvador e Bitcoin: relação já gerou as primeiras ondas

Na quarta-feira (9), o mundo foi surpreendido positivamente. Em tempo recorde, El Salvador aprovou o projeto de lei que declarou o Bitcoin como sua moeda de curso legal.

A notícia teve um impacto imediato no preço do Bitcoin que, pelo segundo dia seguido, apresenta um desempenho positivo.

Contudo, outras mudanças foram sentidas ao redor do mundo, inclusive pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Preço do Bitcoin reage

A notícia positiva foi importantíssima para o preço do Bitcoin, que avançou quase 11% em menos de 48 horas.

Desta forma, a Cruz da Morte que faria o preço do BTC derreter em 17 de junho foi adiada. Agora, o evento está previsto para 23 de junho, podendo ainda deixar de existir caso algumas resistências importantes sejam rompidas.

Não é de todo errado dizer que El Salvador salvou o Bitcoin no curto prazo. Ademais, a discussão levantada pelo país envolvendo mineração de BTC com energia vulcânica foi outro grande ponto positivo, acrescentando positivamente ao debate sobre as questões energéticas envolvendo o tema.

Paraguai animado

Logo após os rumores de El Salvador declarar o BTC como sua moeda de curso legal, um deputado do Paraguai também comentou sobre planos do país em se relacionar com a maior criptomoeda em valor de mercado.

Carlos Rejala publicou em seu Twitter que um projeto está sendo elaborado envolvendo Bitcoin, mencionando ainda o PayPal. Um dos pontos do projeto envolve, segundo o CoinDesk, tornar o país como um hub de criptomoedas na América Latina. Além disso, o país pretende usar sua energia elétrica barata para atrair a mineração de BTC.

Embora já esteja em desenvolvimento, o projeto só será votado no próximo mês.

FMI de olho

Contudo, nem tudo são flores. O Fundo Monetário Internacional (FMI) se posicionou nesta quinta-feira sobre a relação de El Salvador com o Bitcoin.

Segundo a entidade, a adoção de BTC de forma tão intrínseca na economia envolve riscos econômicos e jurídicos. Gerry Rice, porta-voz do FMI, comentou que a questão está sendo acompanhada de perto.

Economistas ressaltaram o fato do país ter em curso uma negociação com o FMI envolvendo um pacote de assistência financeira de US$ 1,3 bilhão. Nesse sentido, há a preocupação de que a negociação seja utilizada para dissuadir a relação com o Bitcoin.

De qualquer forma, a iniciativa de El Salvador é sem precedentes na história das criptomoedas, e ainda envolve vender certificados de cidadania por 3 BTC.

O tempo dirá se essa foi uma boa escolha para o longo prazo.

Tags: