Bitcoin valoriza 30% no primeiro mês do ano e passa dos R$ 40 mil!

Bitcoin valoriza 30% no primeiro mês do ano e passa dos R$ 40 mil!

Já imaginou poder aplicar R$ 100 mil e depois de 30 dias estar com R$ 130 mil? Essa foi a realidade do Bitcoin no primeiro mês de 2020.

A criptomoeda vem desde o ano passado apresentando um imponente crescimento. Só para ter ideia, em janeiro de 2019 o preço de 1 bitcoin estava custando algo em torno de R$ 13 mil.

Ou seja, quem comprou um BTC em janeiro de 2019 por R$ 13 mil, pode vendê-lo agora por aproximadamente R$ 40 mil. Um rendimento de quase 400%. Se comparado ao tesouro direto que rendeu próximo de 5% ao ano, podemos considerar que foi um estouro.

Aliás, nenhum fundo de renda variável deu tanto retorno igual a criptomoeda neste último ano. Especialistas apontam que o crescimento não deve parar por aí, principalmente em ano eleitoral nos EUA.

Coronavírus colaborou para a alta do Bitcoin

Um dos principais fatores que colaborou para a cotação do Bitcoin disparar foi o surto de coronavírus que atacou a China. Diante de tamanha instabilidade nas bolsas do mundo, os investidores procuraram um ativo mais seguro para colocar seu capital.

Sabemos, portanto, que o Bitcoin é uma moeda descentralizada, e por isso a sua cotação não sofre nenhuma oscilação em virtude de decisões governamentais. Sendo assim, o único aspecto que faz o preço da moeda subir ou cair é a lei da oferta e procura.

Quando, porém, falamos de uma moeda que tem um número exato e que um dia não poderá mais ser minerada, podemos pensar que no longo prazo o preço do Bitcoin irá somente subir.

Está gostando deste artigo? Então leia este também – Criptomoedas e jogos – Você sabe qual é a relação?

Como saber a hora certa de comprar e vender?

Existe basicamente duas formas de se investir em bitcoin: uma é comprando a criptomoeda pensando no longo prazo. Nesse caso, basta avaliar a melhor hora para compra e simplesmente deixar o dinheiro lá aplicado.

Outra forma é acompanhar as análises semanais da sua cotação, bem como as ponderações de especialistas que indicam onde está a zona de suporte e onde está a zona de resistência da moeda.

Nesse caso, a zona de suporte é indicada para compra e a zona de resistência indicada para venda. Claro que ambas as zonas podem ser rompidas, mudando as análises, todavia usando essa metodologia, também é possível ter um bom rendimento mensal com o BTC.

Então, se você está procurando um ativo seguro para investir, saiba que o bitcoin é uma excelente opção. Gostou? Deixe o seu comentário e compartilhe essa notícia nas redes sociais.