Executivo da Forbes afirma que criptomoedas são alternativas contra a instabilidade dos governos

Executivo da Forbes afirma que criptomoedas são alternativas contra a instabilidade dos governos

O Presidente e editor-chefe da Forbes, uma das revistas mais conceituadas do mundo, Steve Forbes de 71 anos, deu uma entrevista Youtube em que afirma que o nascimento das criptomoedas “é um grito de alta tecnologia contra os recursos instáveis aos governos de todo o mundo”.

Forbes prevê que as criptomoedas libertará as pessoas da opressão financeira dos governos, já que o mesmo é uma referência no setor econômico, e que suas previsões lhe propuseram prêmios e renome mundial.

O executivo exemplificou que o dinheiro deveria ser uma medida, como a régua mede o espaço, a balança mede o peso e o relógio mede o tempo, o dinheiro mede valor, o que por isso se torna mais fácil de comprar e vender, e que quando o dinheiro não mede o seu valor com precisão é como um vírus em um computador que compromete a informação.

Ele crê que se alguém quer prosperidade ou a deseja para pessoas que têm muito pouco na vida tenham uma chance de crescer, é necessário ter um dinheiro estável, pois, ao contrário, a situação fica estagnada.

Em seu pronunciamento, Forbes citou Brasil e Argentina como países em dificuldades financeiras por conta da “brincadeira dos governos com o dinheiro” que, segundo ele, “prejudica as pessoas e corrompe a sociedade, o que leva Estado à instabilidade política.”

Sobre a volatilidade das criptomoedas, Forbes disse estar consciente, porém otimista. Ele admitiu estar confiante de que tudo dará certo se houver tempo e paciência, pois o bitcoin está em todo lugar e que, mesmo com alguns escândalos, as criptomoedas se tornarão mais confiáveis e menos voláteis.

De acordo com as previsões para o futuro dos bitcoins, ele ressaltou que coisas novas sempre passam por uma evolução que algumas vezes dolorosas, e que tudo tem um começo meio confuso e que nunca surge em grande escala. “As criptomoedas se tornarão futuramente maleáveis e estáveis. Vão conquistar a mente e o coração das pessoas, sendo assim vai forçar uma união dos governos, destruindo o sistema de regulamentações e que em última analise, o novo setor triunfará o estado regulador”, concluiu.